Conheça o Perspectives, o blog da Egis

O Grupo Egis reúne no blog Perspectives artigos escritos por especialistas dos quatro cantos do mundo sobre assuntos alinhados à atuação da Egis – cidades, meio ambiente, mobilidade, transição energética e transição digital –, além de contar com uma seção dedicada a depoimentos de colaboradores sobre o dia a dia nas diferentes localidades onde o Grupo está presente. 

A equipe da Egis no Brasil publicou recentemente dois artigos no blog. Camila Franczak, gestora de projetos na área de Ferrovias e Transporte Urbano, compartilhou neste artigo a importância do planejamento para o sucesso de um projeto de Infraestrutura, baseando-se nos fundamentos do guia PMBOK. Rodrigo Berto, especialista em ITS, explicou como extrair valor de dados digitais, sem depender de grandes corporações da tecnologia, e aplicá-los em serviços de Engenharia. 

Os conteúdos disponíveis no blog representam a diversidade de temas atuais de domínio dos profissionais da Egis e a capacidade do Grupo para enfrentar os desafios climáticos e digitais, que orientam suas metas globais definidas para 2026. Saiba mais sobre o novo projeto estratégico da Egis.

El consorcio liderado por Egis va a garantizar la Asistencia Técnica para la construcción de dos proyectos viales estratégicos para el desarrollo económico del país

Egis, en asociación con Setec, prestará durante diez años los servicios de Project Management Office (PMO) relativos a dos proyectos viales "Carretera Daniel Alcides Carrión" (Carretera Central), ubicada en el Centro del país y "Vía Expresa Santa Rosa", en Lima. Esta adjudicación de contrato tiene lugar en el marco del Acuerdo Intergubernamental (AIG) firmado entre Perú y Francia el 27 de mayo de 2021.

Proyectos importantes para el desarrollo económico del país

La carretera "Daniel Alcides Carrión", también llamada Carretera Central, conecta Lima con la región de Junín en el centro de Perú. Con una longitud de 135 km, esta autopista atraviesa la Cordillera de los Andes, lo que requiere la construcción de numerosos túneles y viaductos. Esta ruta es estratégica para la conexión de las poblaciones de las regiones del centro y del sur del país, y el desarrollo económico del país que permite una interconexión vial con Lima, capital económica.
La carretera "Vía Expresa Santa Rosa" tiene un viaducto de unos 4 km en la actual avenida Santa Rosa, que conecta el aeropuerto de Lima con la Costanera, que discurre a lo largo de la costa. Este eje permitirá un acceso más rápido y directo al aeropuerto internacional Jorge Chávez.
El total de los proyectos asciende a más de 3.500 millones de dólares. Contribuyen a reducir el déficit de infraestructura y contribuyen a la reactivación económica del país.

Movilización de un equipo multidisciplinario de expertos

Por cuenta de PROVIAS NACIONAL, los servicios de Project Management Office estarán asegurados durante diez años por un importante equipo de expertos internacionales y locales, movilizados en Perú y en Francia. Los servicios incluyen la gestión de proyectos, revisión de estudios y contratación de estudios detallados, obras y supervisión de obras, de acuerdo con las normas internacionales que aportan calidad y transparencia. En la fase de obras, la PMO, a través de los diferentes contratos que habrá establecido para PROVIAS NACIONAL, garantizará un seguimiento continuo del avance de la realización de los proyectos.
Con este importante contrato, Egis reafirma así sus ambiciones de desarrollo en América Latina. Presente en la región (Brasil, Colombia, México, Chile, Perú) desde hace más de cuarenta años con más de 1000 colaboradores, Egis es un actor importante en ingeniería y operación de las infraestructuras de transporte.

O contrato firmado entre a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes da cidade de São Paulo e a Egis para fiscalização automática de trânsito na zona sul foi aditado em prazo, com encerramento previsto para setembro de 2021.
Os serviços previstos em contrato incluem o fornecimento, implantação, operação e manutenção preventiva e corretiva de tecnologia e equipamentos, sistema informatizado de armazenamento e consulta das imagens e de dados em um centro de armazenamento.

Está começando a primeira edição da campanha da Egis em prol da diversidade LGBTQIAP+!

Em junho de 2021, a Egis se engaja na luta do movimento LGBTQIAP+ por meio de ações de conscientização sobre a diversidade de gênero e orientação sexual, arrecadação de donativos para a Casa Florescer e campanha com os colaboradores nas redes sociais.

O orgulho LGBTQIAP+ é celebrado internacionalmente no mês de junho e, apesar de haver boas razões para se comemorar, ainda há muito a progredir para aumentar a visibilidade, inclusão e valorização de pessoas LGBTQIAP+ em diversos espaços sociais, inclusive nas organizações.

O primeiro passo da Egis em direção à construção de uma cultura organizacional sustentada na diversidade LGBTQIAP+ será a promoção de conteúdos didáticos sobre o tema; na sequência, terá início uma campanha de arrecadação de donativos para a Casa Florescer, instituição que abriga mulheres trans e travestis em situação de risco na cidade de São Paulo e, ao final do mês de junho, os colaboradores da Egis serão convidados nas redes sociais para responder à pergunta: por que a diversidade LGBTQIAP+ faz parte da cidade do futuro?

A campanha da Egis no Brasil pela diversidade de gênero e orientação sexual está inserida no programa global de Diversidade e Inclusão, lançado em 2021. Acompanhe a campanha nas redes sociais da Egis: Facebook, Twitter e LinkedIn.

Desenvolver os colaboradores é uma das metas da Egis para a área de Recursos Humanos. Até o final de junho de 2021, 50 gestores de contrato serão treinados no Brasil com o objetivo de aprimorar suas habilidades e elevar a produtividade das equipes. Temas como gerenciamento de mudanças, negociação e gestão de caixa estão no centro do treinamento.
Conheça nossa proposta de valor em Recursos Humanos e visite nossas páginas no LinkedinGlassdoor e Indeed.

O Valor Econômico entrevistou o gerente de Estudos e Consultoria da Egis na América Latina, Alexandre Seixas, sobre as dificuldades enfrentadas no sistema de transporte público durante a pandemia da Covid-19

Entrevistado para reportagem do Valor Econômico, Alexandre Seixas, gerente de Estudos e Consultoria da Egis na América Latina, avaliou o impacto da pandemia de Covid-19 no sistema de transporte público brasileiro, financiado principalmente pela tarifa, segundo o gerente. Alexandre apontou como alternativa ao modelo atual a estruturação de Parcerias Público-Privadas (PPP's), nas quais a segurança jurídica é condição essencial para a atração de investidores, e reconheceu como um dos aprendizados da pandemia a necessidade de resiliência no processo de planejamento.
Alexandre é graduado em Arquitetura e Urbanismo (USP -São Carlos) e em Engenharia Civil (USJT) e doutor em Arquitetura e Urbanismo (EESC-USP), tendo realizado estágio de pesquisa na Universidade de Westminster (Inglaterra). Na Egis, é responsável por estudos e projetos de consultoria, com foco em Planejamento Urbano e Estruturação de PPP's.

“A cultura de que o transporte público tem de se pagar sozinho e ser produtivo não responde às necessidades. A discussão sobre como financiar o sistema tem que estar pronta para quando as próximas pandemias aparecerem”, afirmou Alexandre ao Valor Econômico.

Ampliar a segurança dos usuários nas rodovias é uma das missões da Egis, o que envolve fiscalizar peso e dimensões de veículos. Em abril de 2021, foi prorrogado por mais 12 meses o contrato entre a Egis e o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo (DER/SP) para a coleta de dados de veículos de transporte de cargas excedentes, indivisíveis e superdimensionadas em rodovias administradas pelo DER/SP.
A fiscalização de peso e dimensões, incluindo a emissão de auto de infração de trânsito, têm o objetivo de identificar e coibir irregularidades na execução desse tipo de transporte, a partir da análise de documentação, verificação das dimensões e pesagem estática dos eixos, assegurando-se o cumprimento dos padrões técnicos estabelecidos pelo DER/SP para a liberação de autorização especial de trânsito.

A Egis está lançando uma campanha interna para ampliar a diversidade e a inclusão em suas equipes

Em maio de 2021, tem início uma campanha global da Egis para promoção da diversidade e da inclusão em todas as unidades do Grupo ao redor do mundo. Na América Latina, serão implementadas ao longo deste ano políticas de incentivo ao recrutamento e desenvolvimento de colaboradores para ampliar a diversidade de gênero, raça e sexualidade e a inclusão de deficientes físicos.

A fim de fomentar a construção coletiva de uma cultura organizacional que abrace a diversidade, serão realizados em 2021 eventos com especialistas, campanhas nas redes sociais e arrecadação de donativos para instituições engajadas com a igualdade de gênero e racial, a diversidade sexual e a inclusão de deficientes físicos no mercado de trabalho.   

A Egis venceu a licitação da Secretaria de Infraestrutura do governo do estado da Bahia destinada à elaboração de projetos básicos e executivos de drenagem para o aeroporto de Jequié (BA), município com aproximadamente 150 mil habitantes localizado no sudoeste baiano, a cerca de 360 quilômetros de Salvador.
O levantamento planialtimétrico cadastral da área e os projetos de drenagem tem o objetivo de sanar os problemas de alagamento da pista de pouso e decolagem e de regiões adjacentes ao aeródromo.

Conheça nossas soluções em Engenharia para Aeroportos!

Egis participará en el seminario Megatendencias, promovido por la Aeronáutica Civil de Colombia y el Aviation Strategies International. El evento tendrá lugar el 29 de marzo y las inscripciones irán hasta el día 26: https://bit.ly/3dKiuC0

Jan-Björn Schömann, consultor de Egis Avia, será uno de los ponentes del seminario. Jan-Björn tiene más de 15 años de experiencia en la industria de la aviación asesorando a gobiernos, bancos de inversión y organizaciones internacionales y contribuirá al debate para identificar estrategias que ayudarán al sector a seguir las principales tendencias que impactarán en la aviación civil.

Páginas