A AFD confiou à Egis a missão de desenvolver o plano para a cidade de Arequipa, no sul do Peru

Segunda maior cidade do Peru em extensão e população, Arequipa enfrenta há anos um desenvolvimento urbano caótico devido a uma geografia fragmentada e à falta de planejamento. A mobilidade é um de seus principais problemas, havendo uma organização complexa do transporte urbano e um sistema antigo, pouco seguro e saturado. 

Nesse contexto, a Egis foi contratada pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para elaborar um plano de mobilidade sustentável para a cidade contemplando os próximos 20 anos, que será desenvolvido de acordo com a metodologia do plano de mobilidade urbana sustentável europeu, conhecido por envolver forte participação dos cidadãos e dos setores econômico e acadêmico em seu processo de construção. O contrato faz parte do Euroclimat+, um programa da União Europeia para apoio aos países da América Latina, cuja gestão da área de Mobilidade Urbana está a cargo da AFD.

Aecom Limited subcontratou a Egis para a avaliação da cibersegurança da infraestrutura de sinalização da rede da Network Rail, encarregada da gestão e manutenção da malha ferroviária britânica. A análise dos diversos sistemas baseou-se em entrevistas com as equipes de operação e manutenção do órgão britânico e empregou a estrutura de avaliação cibernética do National Cyber ​​Security Center (NCSC), um guia elaborado para auxiliar organizações na aplicação das diretrizes de segurança cibernética da União Europeia (UE). 

A missão é resultado da Diretiva Europeia sobre Rede e Segurança da Informação (NIS) para garantia de um nível elevado e comum de segurança a todas as redes e sistemas de informação da UE. Após seis meses de trabalho, as equipes da Egis emitiram um relatório final com recomendações detalhadas e específicas para o sistema da Network Rail, incluindo um plano de ação para implementar soluções e processos a fim de aumentar a eficácia das defesas do órgão contra ataques cibernéticos.

A solução ainda permite ganhos ambientais para todo o planeta 

Uma análise de custo-benefício conduzida recentemente pela Egis para a Agência de Segurança da Navegação Aérea na África (ASECNA), apoiada pelo Sistema Europeu Complementar Geoestacionário (EGNOS), avaliou em mais de 625 milhões de euros a lucratividade da navegação por Sistema de Aumento Baseado em Satélite (SBAS*) para companhias aéreas que operam em território africano e apontou uma redução nas emissões de CO₂ de mais de 7 milhões de toneladas entre 2025 e 2045 devido à utilização da solução. 

Estudos têm mostrado que o SBAS pode melhorar de forma significativa e sustentável a segurança e eficiência de vôo e será especialmente benéfico na África, onde o índice de limites de pista atendidos por abordagens de precisão é de apenas 15%. Agora, a nova análise de custo-benefício realizada pela Egis, com auxílio da Thales e inserida no programa SBAS liderado pela ASECNA para a África e o Oceano Índico, examinou especificamente os lucros do SBAS para as companhias aéreas, as usuárias do sistema.

A análise mostra que, para as operações do espaço aéreo da ASECNA, o lucro líquido das companhias aéreas será de mais de 300 milhões de euros. Para operações em todo o espaço aéreo subsaariano, o lucro líquido excederá 650 milhões de euros. Em termos de tempo de retorno, o investimento das companhias aéreas na capacidade aerotransportada do SBAS é reembolsado em dois a quatro anos após a implementação operacional do sistema.

*Sigla internacional

O contrato envolve a implantação de nova rede de carregamento em Paris

A Prefeitura de Paris planeja substituir todas as estações de recarga de veículos elétricos existentes até o dia 1º de dezembro de 2021 e implantar novas estações em 10 estacionamentos. O novo operador da rede de carregamento de veículos elétricos da cidade, o grupo Total, selecionou a Egis para elaborar estudos e projetos e supervisionar a instalação das novas estações públicas. As equipes locais de Mobilidade e Sistemas da Egis têm trabalhado arduamente desde o início de agosto de 2020 para enfrentar esse desafio, com prazos de entrega bastante ambiciosos.

A futura rede de carregamento contemplará 2.300 pontos de recarga, incluindo 80 centros de recarga rápida em estacionamentos subterrâneos, o que representará um aumento de 56% em relação à oferta atual. As novas estações serão comissionadas ao longo de 2021 em cinco fases sucessivas:

Janeiro a março: implantação de projeto-piloto;
Abril: pré-implantação de 12 estações;
Maio a julho: implantação do lote 1, com 113 estações;
Agosto a setembro: implantação do lote 2, com 110 estações;
Outubro a dezembro: implantação do lote 3, com 106 estações.

O Grupo Egis reuniu seus especialistas com o objetivo de formular 21 propostas de investimentos de baixo carbono para viabilizar a recuperação econômica da crise global provocada pela Covid-19, além de proteger a biodiversidade e evitar o surgimento de pandemias.

O Grupo acredita que uma mudança estrutural centralizada nas questões climáticas e na revolução digital poderá permitir um futuro sustentável à nossa sociedade, orientado para modelos econômicos de baixo carbono.

Entenda melhor: https://bit.ly/21_propostas

 

Nessa estação, os casos de afogamento são mais frequentes

Segundo a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), 15 brasileiros morrem diariamente em decorrência de afogamentos, que representam a segunda causa de morte mais registrada entre crianças e adolescentes até 14 anos. Conheça os principais fatores relacionados a afogamentos:

  • Falta de habilidade para natação;
  • Falta de conhecimento a respeito do local em que se nada;
  • Cansaço do nadador;
  • Traumatismo causado por mergulho em águas rasas ou com pedras;
  • Cãibras;
  • Uso de álcool;
  • Problemas de saúde, como infartos e crises convulsivas.

Respeite as orientações para nado em praias, rios, cachoeiras e piscinas e nunca desafie a força das águas. Conhecer suas limitações é também uma boa forma de evitar afogamentos.

Em parceria com empresas consorciadas, a Egis conquistou dois contratos da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), para garantia de qualidade das obras da Superintendência de Gestão de Empreendimentos da Diretoria Metropolitana da Sabesp e para fiscalização das atividades de campo relacionado à preparação de projetos integrantes da Etapa IV do Projeto Tietê.

Os contratos envolvem serviços de campo, como topografia e sondagens, controle tecnológico das obras, instrumentação, prova de carga em fundações, realização em soldas e revestimentos e televisionamento de tubulações.

Com a chegada das festas de final de ano, a principal preocupação na área de Segurança Rodoviária é o aumento de acidentes de trânsito nas estradas. As medidas de distanciamento social e trabalho remoto, adotadas em virtude da pandemia de Covid-19, reduziram os índices de acidentes e mortes no trânsito em 2020, porém, a tendência é que esses números voltem a crescer com a flexibilização das medidas sanitárias.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil ocupa a quarta posição da classificação dos países com maior índice de mortes por acidentes de trânsito no mundo. Por isso, conscientizar a população sobre a importância da segurança no trânsito segue sendo fundamental para salvar vidas.

Confira aqui algumas dicas de direção defensiva.

 

A Egis foi contratada pela São Paulo Obras, empresa da prefeitura de São Paulo, para a inspeção de Obras de Arte Especiais (OAE’s) no município. O contrato engloba a realização de inspeção detalhada; cadastro geométrico com uso de sistema Lidar (Laser Scan) e topografia convencional; vistoria; ensaios tecnológicos; emissão de relatórios de anomalia; verificação estrutural e terapia de recuperação para estruturas de OAE’s.

Um dos desafios da gestão pública municipal é cuidar da manutenção dos ativos urbanos, entre eles as pontes e viadutos. Nesse sentido, a atual gestão da prefeitura de São Paulo criou o Núcleo de Apoio a Inspeção e Manutenção de Obras de Arte, visando desenvolver um programa contínuo de gerenciamento dessas estruturas, que almeja inspeções e projetos de recuperação de mais de cem obras na cidade.

Entre novembro e dezembro de 2020, a Egis promoveu a Campanha de Natal, que teve adesão de colaboradores das diferentes unidades da empresa. Os kits foram entregues no dia 19 de dezembro de 2020 para crianças da Associação Comunitária PAC São Domingos, localizada em Taboão da Serra (SP). Mais uma vez, a Egis agradece o engajamento dos colaboradores na campanha!

Páginas